quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Caos justiça no Brasil - 'Para os golpistas os favores da lei, para Lula os rigores da lei'. .


Todos sabem, em um evidente jogo que mistura silêncios, omissões, dissimulações, manipulações e medidas de exceção, que o destino de Lula não depende de provas ou de crimes, mas da estratégia que elites conservadoras traçam em luxuosos escritórios da avenida Paulista. A supressão do Estado Democrático de Direito, e do devido processo legal, à revelia da Constituição Federal e sob o silêncio do Supremo Tribunal Federal, em todo é revelado pela estranha celeridade do julgamento do processo de Lula, marcado em prazo recorde para o período de férias, pré-carnaval, com menos de um terço do tempo médio dos processos julgados pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). O mesmo tribunal, vejam, que está há 12 anos analisando o recurso do senador do PSDB, Eduardo Azeredo, condenado em primeira instância.

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

'CAMICIE NERE' ...ops....POLÍCIA FEDERAL invade universidade de Minas Gerais e leva coercitivamente oito pessoas. Reitor é humilhado por um policial.

O reitor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Jaime Arturo Ramírez, teria sido vítima de humilhação por agentes da Polícia Federal, durante o cumprimento do mandado de condução coercitiva na operação deflagrada contra a UFMG; "Às 6 horas, a PF invadiu a casa do reitor Jaime Artur Ramirez, da UFMG, que estava saindo do banho, enrolado numa toalha. Ele pediu alguns minutos para se trocar. Resposta de um dos policiais: - Você não tem mais direito à privacidade, não, rapaz! (Relato do professor Alexandre Neves, da UFMG)", escreveu o jornalista Mario Marona.

Foi assim que os brigadistas fascistas de Mussolini começaram a semear o pânico e a ilegalidade, e a preparar o terreno ao Duce. Brasil irreconhecível!

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

O Juiz 'evangélico' Marcelo Bretas posta foto com fuzil. Onde se viu isso? Está louco, doido!!!???


"Em tempos de Lava-jato, a serenidade parece ser mercadoria escassa. O Judiciário, que deveria ser exemplo,  também tem deixado de lado a imagem de equilíbrio, simbolizada mitologicamente pela deusa Têmis segurando a balança. Nesta semana, o juiz Marcelo Bretas postou uma foto, com cara de mau, portando um fuzil. Grosso modo, o que representa um fuzil? Instrumento de extermínio, arma de guerra, poder, capacidade de matar, enfim: uma força indômita, incontrolável. Nada que faça lembrar a balança de Têmis. O equilíbrio acabou. Vivemos, sim, tempos sombrios", diz o jornalista Ricardo Bruno.
Foto: o juiz é o terceiro da esquerda

Genocídio - Relatório da Violência contra os Povos Indígena do Brasil é assustador

Relatório “Violência Contra os Povos Indígenas do Brasil – Dados 2016” do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) apontou que, só em 2016, foram 118 mortes, 106 suicídios e 735 casos de mortalidade infantil; advogado Dinamam Tuxá, integrante da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil, faz um alerta: “Há uma verdadeira prática de genocídio dos povos indígenas pelo Estado brasileiro, com a mão do Judiciário, do poder de polícia, do Executivo e do Legislativo”

Desastre VALE - Vazamentos de grandes proporções de minério de ferro da VALE são lançados ao mar sem tratamento. Chega!!!!

Um vazamento de grandes proporções de efluentes de minério de ferro atinge o mar na altura de praia mole, na tarde desta sexta-feira (01). Os rejeitos são mineradora Vale, que possui um complexo na região. O Instituto de Meio Ambiente do Espírito Santo foi acionado pela própria empresa e enviou um equipe para o local.Segundo a diretora-presidente do Iema, Andreia Carvalho, os rejeitos da mineradora estão sendo lançados ao mar sem tratamento e a situação pode ser agravada por conta da chuva. "Estamos com uma equipe no local para avaliar os danos, mas já consideramos um desastre ambiental. A composição dos efluentes que vazaram é similar a que estava presente na barragem que rompeu em Mariana (MG), como minério de ferro, calcário, bentonita, entre outros", informou.

Comentário do blogueiro - A empresa que se orgulha de ser totalmente nacional (???!!!) continua a produzir desastres ambientais. Só recentemente....além de Mariana, da permanente poluição que contamina a atmosfera da ilha de São Luis onde gigantescos depósitos de minério de ferro repousam a céu aberto sem algum tipo de proteção, acrescenta-se, agora, mais essa no Espírito Santo. Diretores da Vale que fazem questão de afirmar em todas as reuniões que a empresa tem um cuidado enorme com o meio ambiente às vésperas de 2018 pratica ainda métodos arcaicos e desumano. Punir com multas é muito pouco!!!!

sábado, 2 de dezembro de 2017

Permanecer ligados e vigilantes para não deixar desprotegida uma casa que agora é nossa! (Mc. 13, 33-37)

Algumas ‘desatenções’ são fatais na vida! Não ficar cuidadosamente antenados com a realidade pode colocar em risco expectativas, sonhos, projetos. Imaginemos, então, quando o que está em jogo é a plena realização da nossa breve existência! Ou seja, quando não conseguimos descobrir o seu verdadeiro sentido, o que realmente pode dar sabor ao nosso suar, trabalhar, gritar, chorar.... Vigiar é o contrário de dormir, e de perder a consciência, de permanecer alheio ao que se passa ao nosso redor. Quando deixamos de vigiar e de permanecermos atentos aos sinais luminosos da realidade em que vivemos nos expomos a sofrer manipulações, ameaças e intervenções que tiram de nós a liberdade e a esperança de sermos os atores principais da nossa vida. Seremos fáceis objetos de manipulação, pessoas submissas daqueles que vigiam para colher em flagrante os desligados, os passivos, os alienados.
No evangelho de hoje Jesus alerta os seus discípulos basicamente sobre duas coisas. A primeira: ninguém sabe o momento crucial em que seremos chamados a prestar conta. Não servem as apostas e as artimanhas para enganar um suposto senhor-juiz cobrador. Estaremos enganando a nós mesmos, somente. Mais antes, agir e viver como se a qualquer hora, a toda hora, - como de fato, ocorre no cotidiano, - somos chamados a prestar conta do que fazemos e somos! A segunda: o ‘senhor da casa’ deu a cada um de nós a autoridade para cuidar dela. Cabe a nós amar e zelar por esta casa, não pelo medo da sua cobrança, mas porque ela se tornou ‘a nossa casa’. Deixou de ser somente a casa do senhor, e se tornou um patrimônio nosso que deve ser protegido, vigiado, amado. Não vamos, portanto, entregar a outros essa missão. Não vamos ser negligentes com o que nos dá felicidade e realização humana. Não vamos dormir para que agressores, canalhas, impostores tomem de conta da ‘nossa casa’ que o senhor confiou a nós. 

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Brasil senzala - Doméstica demitida por usar o único banheiro da casa!

Um relato divulgado nesta quarta-feira (22) pela página mostra a humilhação que boa parte das mulheres que trabalham fazendo faxina ainda sofrem; um print de uma conversa de Whatsapp mostra a patrona "Dona Juliana" dispensando uma doméstica que havia feito uma "ótima faxina"; motivo: ela usou o único banheiro da casa; “Aqui em casa só temos um banheiro e você utilizou por que eu ouvi a descarga. Sabe como isso é anti-higiênico? Você faz isso na casa das pessoas que trabalha?”, afirmou a madame; a doméstica, por sua vez, não aceitou. “Trabalhei igual condenada e não tinha o direito nem de usar o banheiro?”